Diário de Viagem: Plaza de Armas, Mercado Central e Lhama

terça-feira, 30 de julho de 2013

Chegamos em Santiago na sexta-feira (12) às 23:30 e a primeira decepção foi: o Free Shop tava em reforma. Eu super na expectativa pra comprar maquiagem (trouxe pouquíssima já pensando em comprar no Free Shop) e não tinha NADA de maquiagem. Só uma parede com perfumes, algumas bebidas e poucos chocolates. Mas ok.

Pegamos uma van (como estamos em 5 não dá pra pegar taxi normal) e viemos para o hotel. O hotel que a gente tá chama Montecarlo e fica bem próximo dos principais pontos turísticos. Mas que hotel estranho! Ele não é ruim, pelo contrário, é bem bom, ainda mais pelo preço que pagamos, mas é muito esquisito. A construção é toda errada, do tipo que nenhuma fiscalização iria deixar funcionar no Brasil. Pegamos a chave e subimos ao nosso quarto e a porta era minúscula, já achei que o quarto ia ser um cubículo, mas aí veio a surpresa boa. O quarto é enorme! No primeiro cômodo tem uma cama de solteiro e uma de casal e no segundo cômodo uma de casal e o banheiro, que também é super espaçoso. Achamos estranho, porque tínhamos pedido um quarto pra 3 e esse cabe 5. Aí minha mãe foi para o quarto dela e era minúsculo, nem dava pra passar com a mala (cadê sentido?), mas reclamamos e eles trocaram, então tudo certo. E o café da manhã é ok, bastante variedade de pães e cerais, iogurte, chá, café...
Mamãe linda e meus companheiros de viagem. Tiramos essas fotos na frente do hotel, antes de sair! Esse também é o cenário da maioria dos meus looks do dia haha.
No sábado acordamos cedo para aproveitar bastante o dia. Saímos do hotel antes das 10h e fomos caminhando pelas ruas aqui por perto até a Plaza de Armas, no caminho já paramos para comprar touquinhas pra aguentar o frio. Esse edifício da foto é todo com plantas pela parte de fora. Lá tem vários edifícios assim "ecológicos", achei super legal! Além de deixar a cidade verdinha e linda, limpa o ar. Esse aí tava meio pelado por causa do clima haha, mas na primavera ele fica todo verdinho.
Tiramos algumas fotos lá na praça, que como dá pra ver, é maravilhosa e cheia de construções antigas em volta. Lá é o centro histórico da cidade e durante as tardes o pessoal fica sentado jogando xadrez, vendo apresentações de artistas de rua ou só descansando mesmo.

Da Plaza de Armas saem vários “calçadões”, chamados lá de “paseos”, que são ruas onde não passam carros e são repletas de lojas e restaurantes. Uma das mais importantes é a Paseo Ahumada, onde ficam as lojas de departamento mais conhecidas como a Falabella, Ripley e Paris.
Dali fomos direto para o Mercado Central, uma construção enorme cheia de barracas de frutos do mar, comida típica do Chile. Li em algum dos blogs que pesquisei para fazer o roteiro que não dava para ir em Santiago sem almoçar no Mercado Central, então óbvio que fizemos isso. Escolhemos o restaurante Donde Augusto, que é um dos maiores lá do mercado. O prato principal lá é a Centolla, uma espécie de caranguejo gigante, mas ninguém se animou de provar, então não posso dar o meu parecer se é bom ou não haha.

Pedimos um prato que vinha vários tipos de peixes e eu não parava de falar “quando chegar não comam antes que eu tire foto”, mas quando chegou eu fui a primeira a atacar porque tava morta de fome e esqueci da foto haha :$. A comida tava ótima, pedimos vinho para acompanhar e eu provei o tal do Pisco, que é uma das bebidas mais famosas lá. Parece uma caipirinha, mas é bemmm fortinho, como era almoço acabei não querendo tomar todo. Foi a refeição mais cara que fizemos em toda a viagem, mas acho que foi por ser em um lugar assim tão turístico. Com entrada, prato principal e bebidas ficou em média R$90 por pessoa.
Saindo do mercado encontramos um cara com uma lhama e claro que não podíamos deixar de ir tirar foto, né? Ela era muito engraçadinha, tinha uma super cara de esnobe hahaha. O cara cobrava 1000 pesos para uma única foto e 2000 pesos para quantas quiser, então pagamos 2000 e fizemos quase um book com a lhama. (Cada 1000 pesos equivale a mais ou menos R$5,25)
Pra todo lugar que a gente virava só tinha paisagens lindas! Aproveitamos para tirar algumas fotos com as cordilheiras cheias de neve no topo, uma das cenas mais lindinhas que já vi.
Depois ficamos andando pelos Paseos, paramos em um Starbucks e provei uma tortinha de queijo com framboesa, que é uma das frutas típicas de lá, até cansarmos e voltarmos pro hotel lá pras 19h. Jantamos no hotel mesmo, que tem um chefe ótimo que faz várias comidinhas gostosas.

E esse foi o primeiro dia de viagem. O que acharam? Gostaram das fotos? Posso continuar postando um monte assim e escrevendo bastante? Hahah.
Beijox da lhama.

7 comentários:

  1. Eu tenho uma vontade muito grande de conhecer, mas eu nunca encontrava muitas informações e opiniões, eu adorei o post e adorei as fotos, eu estou pensando em ir em julho do ano que vem, porque eu quero ir no inverno.E continue postando muitos textos e fotos da viagem. Beijos

    ResponderExcluir
  2. continue postando textos e imagens da viagem e seus looks usados lá, bjss

    ResponderExcluir
  3. Morrendo com a LHAMA <3 ainsssssssssssssss :3
    elas são as coisas mais fofas do mundo <3 (pronto amor expressado) haha
    Quero ir para o Chile, amei o post, pode continuar postando assim e escrevendo um monte que ajuda muitão!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Você tá ridícula. Lhama está maravilhosa. Só que ao contrário.

    saidejaqueta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. MDS, eu amo Llamas, socorro, to tendo um ataque aqui, elas são muito elegantes <3 AMO LLAMAS, queria tanto conhecer uma de perto!
    EU QUERO UMA LLAMAAAA, SÃO TÃO FOFINHAAAAS <33333333333333333333333

    ResponderExcluir
  6. Que linda <3333
    Ihamas seduzentes na foto hahaha
    Adorei esse prédios , muito bom viajar né ?
    Um super beijo
    http://www.derepentenaotemidade.com/

    ResponderExcluir